Quem é Mãe Girafa?

Sou uma mulher que experienciou a maternidade de forma inusitada e deu voz à filha Marceli Cherchiglia Aquino.

Em várias fases de sua vida, procurei dar-lhe uma independência compatível com sua maturidade. Estimulei-a a se comunicar, explicar o que desejava e o que não queria também. Com apenas três anos, comparou-me com uma girafa mãe. Ao observar os gestos e comportamentos da girafa ao impulsionar seu bebê para os primeiros passos e a auto-proteção desde o nascimento. Era a observação do processo de autonomia que estava em jogo, ainda que numa visão infantil dos fatos. Assim, após de 28 anos, nasceu a ideia do canal da mãe girafa Aquino Dal Pino, no YouTube, tendo como foco a relação entre pais e filhos.

Motivação: recorrendo ao meu passado, eu desejava auxiliar as famílias no processo de autonomia com os filhos e em outras questões e, na mesma medida, me retroalimentar sobre tudo que envolve a educação de crianças e jovens. Contar a nossa história e tornar presentes à consciência que os filhos nos apontam os caminhos, para refletir e embasar nossas escolhas, foi uma grande expertise da minha filha e minha ao me permitir essa experiência. Associada à metáfora da girafa, a minha filha retirou as vendas dos meus olhos e eu passei a revisitar e resignificar a relação de outros pais e filhos a partir de nossa relação e história.

Meu lema é: ” Eu conto a minha história e você compõe a sua história”

Prática: Retribuo o amor e a conexão que me nutrem como mãe e venho disseminando, há 30 anos, por meio de atendimentos, palestras, encontros, oficinas práticas e atuando diretamente em instituições educacionais.

Além da minha própria história, também apresento outras histórias fascinantes que podem contribuir para com a construção de novas conexões entre as pessoas e os seus familiares. A comunicação não violenta se inseriu neste contexto, dando sentido à necessidade de uma comunicação empática, clara e assertiva no processo de educar, para a autenticidade de nossas relações, para a satisfação mais consciente de nossas necessidades internas (conciliadas às necessidades dos outros), que nos ajudam a viver de maneira mais feliz, verdadeira e compassiva.
Todos os temas aqui apresentados vêm de encontro ao bem estar entre as pessoas, famílias e filhos.


Clique e saiba quem é Arlete Aquino Dal Pino

×